Anitta endometriose
Advertisement

Faz algum tempo que a cantora Anitta (29) é um ícone capaz de repercutir muitos assuntos e conversas importantes que fazem parte do cotidiano das pessoas. Dessa vez, Anitta voltou a ser assunto por causa da endometriose. Isso porque a cantora sofreu durante nove anos com dores fortíssimas sem saber a causa.

Dessa maneira, Anitta usou suas redes sociais para contar que tem endometriose. Além disso, em entrevista ao repórter Felipe Santana, ela falou sobre a importância do diagnóstico e alertou sobre a falta de informação sobre a doença.
Atualmente a cantora viaja por diversos países, trabalhando muito e driblando a dor: “Você imagina uma pessoa que não tem como explicar para um patrão. E aí? A pessoa pode perder o emprego em uma coisa dessa”.

Para o repórter Felipe Santana ela conta que a primeira crise forte de dor foi quando estava gravando o clipe do Show das Poderosas. “Foi a primeira vez que eu senti essa dor na vida. Parecia que eu ia morrer. E no making of, eu meio que paro assim respiro, penso, meu Deus, eu vou conseguir gravar, dançar? E aí eu fui. Gravei até o fim, mas logo de lá da gravação do clipe eu fui direto para o hospital, com dor.

Advertisement

Foram nove anos em busca de uma resposta”.

Além disso, ela disse ao jornalista que não sabia o porquê da dor e que chegou a tomar antibióticos durante seis meses sem parar. Finalmente, uma amiga médica, através de uma ressonância pode responder do que se tratava: “Me botou numa ressonância, viu a endometriose lá”.

O que é a endometriose que a Anitta tem?

A endometriose ocorre quando o endométrio (tecido que reveste a cavidade uterina) migra para fora do útero. Este segue em direção aos ovários e à cavidade abdominal. Os sintomas da doença são: dor durante as relações sexuais, muita cólica nos períodos menstruais, dificuldade de engravidar (50% das mulheres com endometriose não conseguem engravidar) e dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação.

A ressonância magnética confirma o diagnóstico que pode ser feito através do exame ginecológico no consultório: “Estima-se que no Brasil tenhamos 7 a 8 milhões de mulheres com endometriose. Estamos falando de uma doença que acomete 10% de todas as mulheres que menstruam no mundo inteiro. Existe um dado do ministério da saúde do ano de 2021, atenderam-se cerca de 26.500 mulheres. Dentro dessas, 8.000 mulheres chegaram a realizar alguma intervenção cirúrgica“, explica o Dr. Marcos Tcherniakovsky, ginecologista.

Dessa maneira, diante da falta de informação e da consequente demora no diagnóstico, Anitta se expôs publicamente com a intenção de ajudar outras mulheres na mesma situação. “É sempre uma culpa na gente, é sempre a gente está fazendo alguma coisa errada. Aí eu falei: ‘Vou falar isso publicamente, porque hoje tudo que eu falo tem um alcance muito grande’. Se eu puder de alguma maneira alcançar mulheres que estão na mesma situação que eu ou no início. E depois que falei veio um monte de gente, falar comigo. Então, a minha vontade era só de trazer uma melhoria para as mulheres no geral, entendeu? Mais informação para que as coisas mudem”, declarou Anitta.