Anitta tatuagem
Advertisement

O famoso museu de celebridades de cera, o Madame Tussauds de Nova York, ganhou uma nova estátua de cera. Desta vez foi a de uma cantora brasileira – Anitta! A estátua de Anitta foi inaugurada na última quinta-feira (2) e o Fantástico (Globo) foi até Nova York para ver o trabalho de perto e entrevistar a cantora. E de quebra Anitta falou da tatuagem íntima.

Para a realização da obra foi preciso que Anitta ficasse 12 horas parada na mesma posição. Isso porque os artistas precisam ter bem definidas todas as cores e criar pontos de referências no rosto. Então, tudo isso se transforma num modelo 3D que serve de base para um molde em tamanho real. Portanto, trata-se de um trabalho muito preciso somente revelado no dia da inauguração.

Entrevista de Anitta para o Fantástico


Em entrevista à cantora, o Fantástico perguntou o que passava pela sua cabeça durante as 12 horas parada. Anita respondeu que pensou em desistir: “Quero desistir, quero ir embora. Depois da sexta hora, você: ‘Por que que eu estou’… Aí eu falei, ‘vamos concentrar e pensar em tudo que isso representa”.

Outra pergunta do Fantástico foi se Anitta achou que a estátua ficou parecida com ela.

Advertisement

A celebridade respondeu que sim: “Eu achei idêntica. Eu achei idêntica. A gente se vê em foto, vídeo, de uma forma. Só que quando a gente vê pessoalmente é muito louco, é incrível, é você falar ‘assim que eu sou?’. E o olho é muito real”.

Além disso, explica o figurino que escolheu para o modelo: “Eu escolhi a blusa de ‘Girl From Rio’ porque para mim traz uma mensagem icônica da música Garota de Ipanema, que foi um ícone para o mundo inteiro. E eu fiz a releitura…e aí eu escolhi a parte de baixo é o meu look que eu cantei no Rock in Rio no Brasil, pela primeira vez. Foi a primeira vez que o funk esteve no palco principal de um festival”, disse Anita.

E, apesar do medo de avião, a mãe de Anitta, Miriam Macedo, também esteve no local e falou com o Fantástico: “Isso tudo que está acontecendo, tudo que ela consegue, eu falo: ‘gente, não é possível’. Ela já esteve em vários lugares, países, que ela foi e ‘não, não, não’. Ela falou: ‘eu vou voltar’. Anitta volta e consegue. Então, quer dizer, é mérito dela também”, declara Miriam.

Além disso, Miriam Macedo falou sobre as aulas de inglês que pagou com sacrifício: “Eu falei, ‘eu tiro da escola particular, já não estava dando para pagar, coloco na pública e um dinheirinho eu arranjo para fazer inglês”.

Anitta fala sobre a tatuagem íntima



Outros assuntos foram abordados entre Anitta e o repórter Felipe Santana no Tussauds. Um deles foi de fato sobre a famosa tatuagem íntima de Anitta. Sobre isso a cantora disse que fez para conseguir convencer o pai dela a fazer uma tatuagem também e finalizou: “Eu achei que estava só me divertindo com os meus amigos e fazer uma tatuagem fofa, viu?

Outro assunto que veio à tona foi sobre a polêmica dos cantores sertanejos. Em seu show, no início de maio, o cantor Zé Neto fez crítica à Lei Rouanet e alfinetou Anitta. Diante dessa questão Anitta respondeu ao repórter: “Meu irmão é que cuida para mim das coisas. Eu liguei para o meu irmão e para o meu outro sócio Daniel falei: ‘Gente, eu já usei essa lei, porque eu nem lembro’. Ele falou: ‘Não’.

A gente que é da música sempre soube que isso existia. Já recebi propostas, eu e o meu irmão. ‘Você cobra tanto, aí eu vou pega um pedaço’. Eu sempre falei, não, Renan, o meu cachê é meu cachê. Na época era 100 e poucos, mas aí ele vai dar mais um pouco, se você declarar que recebeu não sei quanto. E eu: querido, meu cachê é esse. Quer assim? Não quer assim? Como a gente começou a nossa empresa do nada a gente está sempre contratando auditoria, porque a gente está sempre com medo de fazer algo por falta de conhecimento”, explica ela.