Carmo Dalla Vecchia
Advertisement

Na manhã desse Domingo (24), o ator Carmo Dalla Vecchia (50), revelou no Instagram como conheceu o seu marido, o novelista João Emanuel Carneiro (52). O ator respondeu à pergunta de um seguidor: “Amigo, me fala como foi que você conheceu seu marido? Virei mais fã de vocês dois pela coragem de assumir a relação de vocês no país tão homofóbico“, perguntou o fã.

De uma maneira divertida, Carmo respondeu: “Eu fazia um espetáculo horroroso e ele foi ver. Deve ter ficado com pena de mim e me pediu em casamento“, disse.

O casal está junto desde 2005, ou seja, há 17 anos. Carmo e João Emanuel tem um filho de três anos chamado Pedro.

João Emanuel Carneiro é autor de várias novelas famosas como “Cobras e Lagartos” (2006) e “A Favorita” (2008), além da série “A Cura” (2010). Em todos esses trabalhos os dois trabalharam em parceria.
Atualmente Carmo Dalla Vecchia é o Alfredo da novela “Cara e Coragem” (TV Globo).

Carmo Dalla Vecchia sofreu ataques homofóbicos

Casado com João Emanuel, o ator já sofreu ataques homofóbicos nas redes sociais e reagiu, levando o caso à polícia. “A responsabilização penal daqueles que se valem do anonimato da internet para injuriar e discriminar pessoas por sua orientação sexual é necessária e pedagógica.

Advertisement

Precisamos aprender a nos respeitar sempre, em qualquer lugar e de todas as formas“, disse Carmo.

Nesse sentido, em outra ocasião, Dalla Vecchia fez um vídeo sobre a aceitação e o acolhimento dos pais com filhos LGBTQIAPN+. Através de seu Instagram, ele explicou:  “Se algum dos seus filhos te disser que é gay, ou trans, não diga para ele que você o ama de qualquer jeito, ou que você o ama mesmo assim, porque é óbvio que você ama seu filho. Isso é algo que a gente diz a uma criança quando ela faz alguma coisa errada, e frustra nossas expectativas. Quando ela rouba um doce na hora errada, ou quando você descobre que ela colou numa prova”, declarou.

Emocionado, ele continuou: “Ao invés disso, você deveria dizer algo que mostre que não há nada de errado em ser LGBTQIAPN+, ao invés de mostrar sua frustração, diga:tudo que eu aprendo sobre você, me faz te amar mais ainda. Eu amo descobrir quem você é e estou animada para que o resto do mundo descubra.”