Kristine e Micheal Barnett eram um casal americano que havia três filhos. Eram uma família feliz e unida, embora um dos filhos tivesse nascido com autismo, e exigisse muitos cuidados. Em 2010 o casal adota uma menina e é então que a vida da família Barnett vira de cabeça para baixo.

Em entrevista ao Washinton Post, Kristine Barnett explica o caso e dá detalhes de como tudo aconteceu. Ela diz: “quando um casal adota uma menina, espera levar uma menina pra casa.”

O que mais surpreendeu

A filha adotiva se chamava Natalia.

Nos seus documentos de adoção dizia que ela era nascida na Ucrânia, que sofria de displasia e que tinha 6 anos de idade. Quando a família começou a perceber um comportamento estranho, para uma criança daquela idade, tentou obter mais informações através do órgão que deu a criança em adoção, mas as informações eram poucas e incompletas. Foi aí que os pais adotivos resolveram levar a filha em alguns especialistas e descobriram que Natalia era adulta.

Pouco tempo depois da formalização da adoção, Kristine percebeu, enquanto dava banho na filha, que esta tinha pelos pubianos. Na ocasião a mãe ficou com a pulga atrás da orelha. Em seguida, Kristine percebeu que a “menina” tinha colocado a roupa pra lavar, suja de sangue, o que dava a entender que estava menstruada. Dois fatores estranhos para uma menina que deveria ter 6 anos.

Tentativas de homicídio

Depois que começou a desconfiar que tinha algo errado com a filha, Kristine revelou que ela e o marido estavam aterrorizados com o comportamento de Natalia. Primeiro Natalia tentou empurrar a mãe adotiva contra uma cerca elétrica. Depois colocou água sanitária no café de Kristine, que percebeu e perguntou o por quê. Natalia respondeu que queria envenená-la. E por diversas vezes o casal acordou, no meio da noite, com Natalia inesperadamente em cima da cama, que tentava esfaqueá-los.

Em 2013 a família Barnett decide se mudar para o Canadá, contudo, deixaram a filha adotiva nos Estados Unidos. Ao que tudo indica, foi a própria Natalia a denunciar o abandono para a polícia local. Na ocasião, Natalia disse que sobrevivia graças à ajuda dos vizinhos.

Acusações contra o casal Barnett

Embora os pais adotivos aleguem que não abandonaram uma menor (o casal chegou a alterar a data de nascimento nos documentos de Natalia), conforme os promotores do caso a idade não tinha tanta importância, e sim que o casal tinha abandonado uma pessoa com deficência física. O casal chegou a ser preso, e solto após pagar fiança.

Surpreendentemente, hoje Natalia vive com outra família adotiva e todavia, não se sabe ao certo quantos anos ela realmente tem. Certamente essa história daria um bom filme. De terror!

Se você gostou do nosso artigo, então compartilhe com os seus amigos no Facebook!

Foto acima: Instagram Kristine Barnett