Juliano Cazarré família
Advertisement

Nasceu na última terça-feira (21) a quinta filha do casal Juliano e Letícia Cazarré, a pequena Maria Guilhermina. Juliano e Letícia já são pais de Vicente, Inácio, Gaspar e Maria Madalena. Atualmente, o ator Juliano Cazarré interpreta o peão Alcides em “Pantanal”.

No dia seguinte ao nascimento da filha, o ator anunciou em seu Instagram que Maria Guilhermina nasceu com uma cardiopatia congênita rara conhecida como Anomalia de Epstein. A princípio, Juliano contou que a pequena já passou por uma intervenção cirúrgica e que está bem: “Chegou com um coração especial, dilatando também os nossos corações e os de todos ao seu redor. Nos exames pré-natais, descobrimos que ela teria uma cardiopatia congênita rara, chamada Anomalia de Ebstein. Ao longo da gestação, os médicos perceberam que o caso dela seria um dos mais raros e graves dentro da anomalia e, por isso, decidimos vir para São Paulo para que ela pudesse nascer com a equipe mais especializada”, relata Luciano na postagem assinada junto com Letícia Cazarré.

Além disso, na mesma publicação, Juliano conta que a menininha nasceu bem e surpreendeu, porém precisou ser operada logo em seguida. “Seu caso pedia uma intervenção cirúrgica imediata e, assim, nossa pequena guerreira passou seu primeiro dia de vida fazendo um reparo importante no coração.

Advertisement

A cirurgia correu bem, ela está estável e segue se recuperando e recebendo os melhores cuidados. Seus médicos e especialistas são verdadeiros heróis, e nós estamos felizes e tranquilos por poder contar com uma equipe tão bem preparada e dedicada”.

Por fim, os pais agradecem o apoio de todos os familiares e amigos: “Têm sido fundamentais para nos manter serenos e firmes neste momento. Nossos corações estão cheios de alegria e confiança! Maria Guilhermina é a coisa mais linda!

O que é Anomalia de Ebstein que a filha de Juliano Cazarré tem

A saber, o médico Vinicius Menezes, cardiologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), explicou o que é a Anomalia de Ebstein em entrevista ao Extra:

De acordo com o Dr. Vinicius, trata-se de uma cardiopatia rara da válvula tricúspide e afeta 1 em cada 10000 bebês. Quando ocorre a Anomalia de Ebstein, a válvula tricúspide é malformada e está em uma posição muito baixa. Permitindo que o sangue escape para trás a partir do ventrículo para o átrio.