Guilherme de Pádua
Advertisement

Guilherme de Pádua é o assassino confesso da atriz Daniella Perez. Dessa maneira, ele pretende impedir que a biografia de Daniella, escrita pelo pesquisador Bernardo Braga Pasqualette, chegue às livrarias.

De acordo com o pesquisador e escritor, Bernardo Braga Pasqualette, Juliana Lacerda, atual esposa do assassino da atriz, não quer que a obra seja publicada e fez ameaças caso isso aconteça.

Na última quinta-feira (21), o jornal “Folha de São Paulo” divulgou algumas mensagens que Juliana Lacerda enviou para o escritor: “Ele vai travar esse livro. O advogado dele vai resolver isso tudo. Vamos falar supermal e processar”, começou dizendo a esposa de Guilherme.

O Guilherme tem advogados, e te falo com muito respeito [para ter] cuidado com seu livro”, diz ainda outra mensagem que o escritor recebeu. “Não poderá falar sobre o nome dele. Que Deus tenha misericórdia porque ele e eu não gostamos nada disso”, finaliza ela.

Na entrevista Pasqualette diz não entender tais ameaças: “Não entendo a razão das ameaças, mas tampouco tenho medo delas. Faço o meu trabalho como autor de não-ficção com educação, seriedade e, principalmente, isenção. Não vou mudar”, explica o autor do livro.

Biografia de Daniella Perez



Daniella Perez: Biografia, Crime e Justiça” é o título do livro escrito por Pasqualette.

Advertisement

O livro narra a vida da atriz, assassinada aos 22 anos, assim como os bastidores do assassinato e do julgamento dos assassinos, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, sua então companheira. Guilherme de Pádua passou 9 anos na prisão e hoje é pastor evangélico.

Na semana passada, a HBO Max lançou a série “Pacto Brutal” que conta a verdadeira história do assassinato da atriz Daniella Perez, em 1992. “Pacto Brutal” apresenta depoimentos da mãe de Daniella, a autora Glória Perez, além de todos os depoimentos dos colegas do elenco da novela “De Corpo e Alma”, de amigos e familiares da atriz.