Johnny Depp e Amber Heard
Advertisement

A relação de Johnny Depp com a ex mulher Amber já ia de mal a pior um ano após o casamento, realizado em 2015, de acordo com o ator. No segundo dia do processo de difamação contra a esposa, o ator disse que “de repente eu estava errado em tudo” e que ela sempre “o dizimava verbalmente, um desfile de insultos, parecia puro ódio por mim”. Uma vez jogou uma garrafa de vodca nele, cortando a ponta de seu dedo, declarou Johnny Depp, 58 anos, diante do juri no Tribunal do Condado de Fairfax, Virgínia.

Eles foram casados de 2015 a 2017. Durante o último ano, Depp se retirava para outro lugar da casa quando brigavam: “Eu ia e me trancava no banheiro. Se eu ficasse para discutir, tenho certeza de que escalaria para a violência e muitas vezes isso acontecia. Em sua ira e sua raiva, ela atacava. Começava com um tapa. Podia começar com um empurrão. Podia começar, você sabe, jogando o controle da televisão na minha cabeça. Ou podia ser jogando um copo de vinho na cara”, acrescentou.

O processo de Johnny Depp e da ex mulher

Em Dezembro de 2018, Amber Heard, 36 anos, escreveu uma coluna no Washington Post onde o descreve como “uma figura pública que representa o abuso doméstico”.

Advertisement

Então, Depp entrou com o processo por difamação.

Apesar de a atriz nunca ter citado o nome de Depp, ele a processou por sugerir que era um agressor e quer US$ 50 milhões pelos danos causados. Por outro lado, ela respondeu com um processo de US$ 100 milhões por ter sofrido abusos e violências físicas.

Johnny Depp, no processo contra a ex mulher, conta detalhes sobre um incidente que ocorreu quando ele estava filmando Piratas do Caribe na Austrália. Amber foi para lá para ficar com ele e se irritou quando o advogado de Depp propôs um possível acordo pós-nupcial. Entretanto, a violência cresceu até chegar ao ponto de jogar a garrafa de vodca encima dele e cortar o seu dedo.

Em seu depoimento, Depp insiste que as acusações de abuso físico são “atrozes e perturbadoras”. “Eu nunca bati em nenhuma mulher na minha vida”, acrescentou.

Os advogados de Amber afirmam que Depp usava álcool e drogas e agredia a atriz física e sexualmente e por isso ele se tornava um “monstro”.

Depp ainda terá que responder interrogatório dos advogados de Amber. Ela pediu, em 2016, uma ordem de restrição contra Depp alegando fortes agressões. A saber, o casal se divorciou em 2017.

Por outro lado, os advogados do ator afirmam que tudo isso causou um “impacto devastado” na carreira dele, que teve que desistir do papel de Capitão Jack Sparrow em Piratas do caribe e foi cortado da série Animais Fantásticos.