Luciana Giménez pai
Advertisement

A apresentadora Luciana Gimenez postou nos stories de seu Instagram nessa semana: “Estou postando aqui uma carta que meu pai escreveu para mim e realmente está mais atual do que nunca. Pai, eu te amo, sinto sua falta”, declarou de fato Luciana.

A saber, João Alberto Morad, pai de Luciana Gimenez, morreu em 2020. O então desabafo da apresentadora aconteceu por conta de uma polêmica causada pela herança que ele deixou: R$ 2 milhões para uma desconhecida e R$ 73 mil e alguns bens para a única filha, Luciana.

Na carta, João Alberto Morad a princípio descreve os próprios aprendizados: “Aprendi que se aprende errando. Que crescer não significa fazer aniversário. Que o silêncio é a melhor resposta quando se houve uma bobagem. Trabalhar não só significa ganhar dinheiro

Além disso, de compartilhar fotos ao lado do pai, a apresentadora afirma que a carta continua atual e agradece o pai por ter sido presente em sua vida. Na legenda da postagem ela desabafa: “Pai, […] obrigada por me ensinar a ser a pessoa que sou. Hoje mais do que nunca, antes de falar algo de alguém paro e penso nas consequências que aquelas palavras podem causar no outro. Que eu possa todos os dias botar a cabeça no travesseiro com o coração leve e tranquilo que não magoei ou fiz mal a alguém.

Advertisement

Não existe a família perfeita, mas família é [algo] sagrado para quem a respeita. […] Mesmo de longe, que eu possa continuar te dando orgulho. Te amo para sempre, Lú“.

Luciana Giménez agradece apoio depois da carta


Logo após à primeira publicação, Luciana agradeceu o apoio recebido de amigos e seguidores, em outra série de stories. “Estou entrando aqui para agradecer a todas as pessoas que foram gentis, queridas, amáveis e solidárias. Porque é nessas horas que a gente vê quem são nossos amigos de verdade, pessoas que você nem espera e que se solidarizam com sua dor, sua perda. Nunca é fácil a gente acessar a morte de um parente“, introduziu ela.

E continua em seguida: “Pra vocês que falaram que eu tava fingindo que tava chorando, eu tô na televisão há 20 anos e eu realmente nunca fiz esse tipo de desabafo. Ontem me pegou de surpresa, eu estava em um momento fragilizado e eu acho que desabei realmente porque eu sou um ser humano igual a todo mundo, a gente tem momentos de fraqueza, de dificuldade. Isso faz parte do ser humano, o que não faz parte é a falta de consideração”.

E segue dizendo: “[O motivo que] Eu fiquei tão triste é porque me veio uma sensação. Tive que ler comentários que me machucaram. O que venho aqui hoje falar é realmente agradecer todo mundo, muitas pessoas boas falaram comigo e isso encheu meu coração de amor. Eu consegui dormir em paz, e isso que importa”.

Por fim, ela declara: “Pra quem não sabe eu sou filha única do meu pai. Ele era muito temeroso a Deus, uma pessoa que gostava muito de Nossa Senhora Aparecida. Ele me batizou. […] Meu pai sempre falou para mim que todas as vezes que eu tivesse triste eu pensasse nela [em Nossa Senhora]“, disse Luciana sem se pronunciar quanto à polêmica.