masterchef 2022
Advertisement

Nesta terça-feira (17), foi a estreia da 9ª temporada do MasterChef.
E, na noite de estreia, Fernanda, 29 anos, engenheira civil, foi a 1ª eliminada do Masterchef. Isso porque ela descumpriu uma das regras básicas do programa: entregar exatamente o que foi pedido pelos jurados.

A receita era coelho com mostarda e batatas, de Erick Jacquin. No entanto, Fernanda entregou o prato aos jurados sem as batatas. O fato tornou a decisão dos jurados bem “fácil” já que ela não cumpriu a prova em sua totalidade.

Ao fim das gravações do programa Masterchef, Fernanda deu uma entrevista na qual concordou com o resultado: “Foi total falta de atenção, devia voltar e olhar o prato. Fiz a batata duas vezes pra entregar um torneamento melhor, mas, no fim, não coloquei. É realmente um erro inaceitável. Já imaginou, em um restaurante, pedir um item e ele não chegar?”, lamenta. Na primeira prova da noite, a engenheira apresentou uma pannacotta “desconstruída” e foi destaque negativo. A partir desse fato, tudo ficou muito intenso e ela sentiu a pressão aumentar muito. Segundo a participante, o fato de poder ser eliminada da competição era muito ruim: “me deixou muito abalada”.

Fernanda depois de ser eliminada do Masterchef


Após a eliminação, Fernanda se manteve firme, porém sua expressão era de tristeza: “Quando estou ali tudo é tão lindo que não imagino mesmo que acabou.

Advertisement

Eu escuto, dou o meu depoimento, tiro o avental, mas a ficha não cai. Só me dou conta quando percebo que preciso voltar pra casa.”

Mesmo assim, ela promete olhar tudo o que aconteceu como um grande aprendizado. Além disso, Fernanda disse que, mesmo tendo sido breve, sua participação foi enriquecedora. Faz algum tempo que ela pensa em deixar a engenharia e o MasterChef pode ter sido o “empurrão” que ela precisava.

Quando analiso a história de cada um que está aqui dentro, percebo que sou a mais amadora entre eles […] decidi me inscrever no programa em março sem nunca ter me imaginado aqui. Isso, querendo ou não, se torna um ponto de competição. Tem gente tentando há 7 anos e estudando por todo esse tempo.” 

E continua: “Esse aqui foi um empurrão pra me mostrar que demorei pra criar coragem, mas agora vai. Sinto que tudo o que eu me dedicar a fazer, tento atenção, estudo e controle, dará certo”, comemora ela.