Capa Meghan Markle

Oficiliazado pela Casa Real em 18 de Janeiro de 2020, Meghan e Harry já abandonaram suas posições como membros seniores da família real e Meghan já voltou correndo de volta para o Canadá. A notícia de que o duque e a duquesa de Sussex renunciariam seus cargos na realeza pegou muita gente de surpresa. Como anunciado pelo casal, à partir de agora, além de conquistar a independência financeira, eles dividirão seu tempo entre América do Norte e Reino Unido.

Mas a pergunta que não quer calar é: como vai ser a nova vida de Meghan e Harry ?

Em um discurso feito pelo príncipe Harry, ele declarou que foram vítimas das mesma maldição que assombra à todos os membros da realeza, a mídia. Harry e Meghan estão casados desde Maio de 2018 e têm um filho, Archie Harrison, nascido em 2019. Diferente de Kate Middleton, Meghan nunca nem sonhou em um dia ser membro da família real britânica. Desde o anúncio de noivado com príncipe Harry, a imprensa vinha condenando o casal constantemente, colocando sempre a ex-atriz como foco de críticas.

Além da carreira como atriz e de ser casada com um príncipe, quais são os outros fatos que não sabemos sobre a vida da duquesa de Sussex? Confira 10 curiosidade sobre Meghan Markle:

10) Rachel Meghan Markle

A duquesa de Sussex nasceu em Los Angeles, em 4 de Agosto de 1981. A leonina é filha do diretor de iluminação, Thomas Wayne Markle, vencedor de um Emmy. Mas, o que poucos sabiam é que Meghan, na verdade, usa somente o nome do meio. O seu primeiro nome é Rachel, assim como sua personagem em “Suits”. 

Meghan-Markle-curiosidades
Curiosidades sobre a vida de Meghan Markle. Foto: Reprodução/ Wikipedia.

9) Restrições como Duquesa de Sussex

Assim que a atriz entrou na família real inglesa, Meghan ficou proibida de trabalhar em qualquer lugar fora da realeza, inclusive atuando como Rachel na série de TV “Suits” (2011-2018). Ela passou a se dedicar a causas humanitárias, assim como em atividades de apoio à rainha. Além de ter sido obrigada a deixar o trabalho, Meghan teve que apagar todas as suas redes sociais, teve que deixar para trás a vida no Canadá e nos Estados Unidos, tornar-se cidadã britânica e ficou proibida de expor sua opinião quanto à assuntos políticos.

Meghan e Harry. Foto: Instagram/ Sussexroyal.

8) Seu primeiro emprego foi aos 13 anos

Ela trabalhou como blogueira no site “The Tig” e parou suas publicações quando começou o relacionamento com Harry. Mas seu primeiro emprego foi em uma Iogurteria, aos 13 anos de idade. Contdo, desde pequena acompanhava o pai em sets de gravações de séries de televisão, que foi onde descobriu a paixão pela atuação. Meghan é formada em Teatro e Relações Internacionais pela Universidade de Northwestern, nos EUA.

Meghan-Markle-curiosidades
Página do blog de Meghan: “Depois de quase três lindos anos de aventura com vocês, é hora de dizer adeus ao The Tig.” diz ela no texto. Foto: Reprodução/ The Tig.

7) Já foi casada

Em 2011, após cinco anos de namoro, Meghan se casou com o ator e diretor de cinema, Trevor Engelson. Porém, dois anos depois, o casal se divorciou. Enquanto Meghan morava e trabalhava em Toronto (Canadá), Trevor morava e trabalhava em Los Angeles (EUA), o que enfraqueceu o relacionamento e, no final, passaram por um processo de separação amigável. Em 2018, por ser divorciada, Meghan teve que ser batizada e crismada pela igreja anglicana, para poder se casar com Harry.

Meghan-Markle-curiosidades
Harry e Meghan. Foto: Reprodução/ Instagram/ Sussexroyal.

6) Embaixadora da World Vision

Apoiadora de causas nobres que envolvem a igualdade de gênero e muito comprometida com trabalhos sociais, Meghan foi nomeada embaixadora da World Vision Canada, em 2016. Esta instituição de caridade tem como objetivo melhorar a qualidade de vida de crianças do mundo todo. Além disso, ela está envolvida em diversas campanhas humanitárias de outras organizações que batalham contra o racismo e a favor do empoderamento das mulheres.

View this post on Instagram

While in Johannesburg today, The Duchess of Sussex visited Victoria Yards, which celebrates the power of community, bringing local artisans and “makers” together to rebuild, support and learn from each other on a holistic level. It was an exceptional afternoon where The Duchess had the chance to connect with the children and founders of the phenomenal programme for kids’ development Timbuktu in The Valley. She was also struck by the local denim designer who founded eponymous brand Tshepo who shared this info about the logo for his line: “The crown on my jeans represents the three ladies who raised me. Enjoy wearing this crown.” Such a beautiful and touching sentiment! Artists, artisans, sculptors, metal workers and carpenters are all part of the fabric of Victoria Yards, but it also utilizes the power of The DICE programme which supports several other local organisations in their work with marginalised youth and women. These include: 94 Colours (run by The Duchess’ guides for the day, Hector and Sibusiso), CDP (a development programme for young unemployed and marginalised women that provides training to start creative enterprises), Enke (rebuilds the confidence and self-belief of unemployed youth through training and practical experience), 26’10 South (an architecture firm designing a local youth centre) and ReimagiNation (works with local secondary school students to create a social and creative enterprising mindset). Stay tuned for more updates from this special afternoon… #RoyalVisitSouthAfrica

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

Meghan em uma visita a Johannesburg. Foto: Instagram/ Sussexroyal.

5) Foi assistente de palco do programa “Deal or No Deal”

Antes da fama, Meghan trabalhava em Hollywood como modelo e, por um tempo, foi assistente de palco em um programa de auditório americano chamado “Deal or No Deal”, que seria como um “Show do Milhão”. Meghan disse em uma entrevista que aceitou o trabalho para poder pagas as contas, enquanto realizava audições.

Meghan-Markle-curiosidades
Meghan Markle como assistente de palco do programa “Deal or No Deal”. Foto: Reprodução/ Youtube/ Inside Edition.

4) Não pretende parar de atuar

A primeira aparição de Meghan na televisão foi pelo seriado “General Hospital”, no qual ela participou de apenas 1 episódio em 2002. Conhecida pelo seu papel como Rachel Zane em “Suits”, e como Amy Jessup em “Fringe” (2009), a atriz também atuou em filmes como “Lembranças” (2010), “Quero Matar Meu Chefe” (2011) e “Anti-Social” (2015). Ela não pôde terminar as gravações de “Suits”, então não apareceu nas últimas duas temporadas da série. Porém, agora que pode voltar a trabalhar, Meghan já fechou um contrato com a Disney e deve participar da dublagem de um longa-metragem.

Meghan-Markle-curiosidades
Meghan Markle como Rachel em Suits. Foto: Reprodução/ Youtube/ Suits International.

3) Ela ama moda

Meghan foi eleita o ícone fashion mais poderoso de 2019 e é considerada a celebridade mais influente no mundo da moda atualmente. Qualquer peça que ela decida usar vira uma “must” para as celebridades e esgota das lojas em questão de horas. Ela sempre teve afinidade com o mundo fashion e, ao que tudo indica, há diversas marcas que gostariam de fechar uma parceria com Meghan em seus futuros projetos. Aliás, o que você achou do vestido de noiva dela?

Meghan-Markle-curiosidades
Meghan é considerada o maior ícone fashion atualmente. Foto: Reprodução/ Instagram/ Sussexroyal.

2) Kate Middleton e Meghan não se dão bem

Ambas com personalidade forte e ambiciosas, porém muito diferentes uma da outra. Como se sabe, desde pequena Kate estava determinada a fazer parte de família real e está preparada para um dia se tornar rainha. Já Meghan não planejava assumir um papel tão importante na realeza britânica, cheio de obrigações e restrições. Talvez essas diferenças de ambições tenham tornado esse relacionamento difícil e complexo.

Post em comemoração ao aniversário de Kate Middleton. Foto: Instagram/ Kensingtonroyal.

1) MEGXIT

Desde o ínicio do relacionamento com o príncipe Harry, Meghan tem sido alvo da mídia britânica, sendo, na maior parte das vezes, criticada de forma bem cruel. A decisão do casal em renunciar os cargos na realeza seria uma tentativa em ter uma vida comum e longe dos holofotes. Dessa forma, eles deixaram de usar os títulos “sua alteza real”, concordaram em devolver 2,4 milhões de libras aos cofres públicos (dinheiro que foi destinado a reforma da residência oficial na Inglaterra), e não receberão mais recursos públicos. Embora o comunicado divulgado tenha sido feito pelos dois, a opinião pública insiste em responsabilizar totalmente Meghan. (À propósito, Meghan se manisfestou ser contra o Brexit).

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos no Facebook!

O casal renunciou suas posições na família real britânica através deste post no Instagram. Foto: Instagram/ Sussexroyal.