Porta dos Fundos polemica

O Especial de Natal de 2019, criado pelo canal humorístico Porta dos Fundos, não é a primeira paródia a gerar grande polêmica, mas, com certeza, foi a que mais irritou os religiosos. Por sugerir que Jesus teve experiências homossexuais, o vídeo do canal Porta dos Fundos acabou sendo censurado e ainda gera bastante discórdia até hoje.

Os líderes religiosos e conservadores consideraram às paródias sobre as passagens da bíblia extremamente desrespeitosas.

Atualmente, no Brasil, o conceito de “liberdade de expressão” está sendo muito abordado e debatido, sendo que até mesmo a imprensa internacional está discutindo a censura contra o canal Porta dos Fundo e a Netflix, as quais estão citando uma “guerra cultural”. Num país onde cerca de 86% da população é cristã, a grande maioria desta considera os vídeos uma real ofença às crenças.

O primeiro especial de Natal do canal Porta dos Fundos foi produzido em 2013, e vem sendo lançado um novo vídeo a cada ano. O vídeo “Se beber, não ceie”, por exemplo, exibido em 2018, ganhou um prêmio internacional de melhor comédia. A assessoria do canal anunciou que, mesmo sendo grande alvo de ataques, seguirão “mais unidos, mais fortes e mais inspirados pela liberdade de expressão”.

Confira os especiais de fim de ano do canal Porta dos Fundos que geraram grande polêmica:

7) Especial de Natal (2013)

Foi o primeiro especial de natal produzido pelo canal humorístico Porta dos Fundos. Contando com pequenos vídeos de até 3 minutos, o vídeo conta algumas partes importantes da história de Jesus Cristo. Basicamente, o vídeo irritou os representantes religiosos por chamar José de corno, Maria Madalena de prostituta e por satirizar o momento de crucificação de Jesus.  

Porta dos Fundos polemica
Cena polêmica da crucificação de Cristo. Fonte fotos: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

6) O Velho Testamento (2014)

Este vídeo já começa com Cristo chamando o natal de data fictícia, criada para alienar mentes, e que seria uma festa de enganação. Outro momento que gerou muita polêmica, é quando Deus tenta convencer Moisés a escrever os 10 mandamentos, mas Moisés não leva a sério pois acredita que Deus não é negro, agindo de forma racista.

Porta dos Fundos polemica
Cena do vídeo “O Velho Testamento” (2014) no qual Moisés se mostra racista. Fonte fotos: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

5) Jesus Cristo (2015)

A intenção desse vídeo é mostrar a trajetória de Jesus, até mesmo depois da crucificação. Neste especial, Maria e José vão à um programa de TV para revelar que Cristo é filho de Deus, citando adultério celestial. Ao que parece, o canal tentou fazer uma comparação ao programa de TV “Casos de família”, com direito a teste de DNA e Maria Madalena confessando ser prostituta.

Porta dos fundos POLEMICA
Cena do especial de natal em que a família participa de um programa de TV. Fonte foto: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

4) A Arca de Noé (2017)

Este vídeo é baseado em uma entrevista com Deus, para contar sua história com Noé. Deus conta que foi procurando pelo padre Fábio de Melo, que acaba conhecendo Noé. No vídeo, Noé se passa por preguiçoso, Deus cita um flerte com Noéma e ainda apresentam um processo de seleção para entrar na arca, contando com a presença de Inês Brasil. Em certo ponto da entrevista, Deus é visto bêbado.

Porta dos Fundos polemica
Gregório Duvivier como Noé no vídeo de especial de natal Porta dos Fundos de 2017. Fonte foto: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

3) Se Beber, Não Ceie (2018)

Este foi o primeiro especial de natal produzido pelo Porta dos Fundos em parceira com a Netflix. Como o nome já sugere, a ceia acontece exatamente da mesma forma que a história do filme “Se Beber, Não Case”. A produção ganhou um Emmy internacional na categoria de melhor comédia. Mas apesar de premiada, a sátira não agradou à todos.

Porta dos fundos polemica
O especial de natal “Se beber, não ceie”, ganhou o Emmy de melhor comédia em 2019. Fonte foto: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

2) A Primeira Tentação de Cristo (2019)

Com toda certeza, esta é a paródia mais polêmica do Porta dos Fundos até hoje, principalmente pelo fato de sugerirem que Jesus Cristo teve relações homossexuais. A história acontece numa festa surpresa preparada por Maria e José para o aniversário de 30 anos de Jesus, que acaba de voltar do deserto com o rapaz Orlando, supostamente seu namorado.

Porta dos Fundos polemica
Jesus Cristo (Gregório Duvivier) ao lado de Orlando (Fabio Porshat). Fonte foto: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.

1) Inritado (2019)

Sim! O canal criou um novo vídeo em resposta aos reliogiosos que ficaram irritados com o último especial de natal lançado (2019), ironizando os religiosos. No vídeo, Jesus aparece chateado por ter sido chamado de gay, pedindo ajuda à um padre e que processe o canal. Durante o diálogo, o padre acaba ridicularizando o fato da polêmica com o vídeo estar sendo mais abordado na mídia do que a situação dos refugiados da Síria ou a fome na África.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos no Facebook!

Porta dos Fundos polemica
No vídeo, Jesus Cristos pede ajuda à um padre. Fonte fotos: reprodução/ fotograma Youtube Porta dos Fundos.